16 dezembro 2014

* NOITE FELIZ 2014 *

[algumas peças ainda disponíveis // vaniakosta@gmail.com]

 Algumas destas peças já viajaram para Macau e que felizes que estão por lá. Por aqui, no meu Estúdio, ainda podes encontrar alguma delas para ti. Se pretenderes receber em casa uma destas peças, envia o teu pedido e envio imagens das peças para escolheres dentro das disponíveis. Depois trato de fazer um embrulho bonito e envio pelos correios para o endereço que pretenderes. Obrigada.

08 dezembro 2014

"A minha casa virou um Bazar de Natal" I BRAGA


 [noutros dias por marcação, mas se passares à porta e tocares à campainha e alguém atender é só subir as escadas e dás a este lugar encantado!]

05 dezembro 2014

BAZAR de NATAL

este Natal uma mala recheada de criações viajaram para alguns lugares. ESTOU POR AQUI nestes lugares, não percas por isso esta oportunidade.

estou a participar na XIII EDIÇÃO DO BAZAR DE NATAL na Biblioteca Municipal de OVAR até dia 23 de dezembro. [horário. segunda a sexta das 10h às 19h I sábado das 9h30 às 13h]. por lá tenho várias peças em exclusivo. peças que seleccionei com preços muito simpáticos para o Natal. algumas peças das primeiras peças criadas quando iniciei este projecto em 2005. encontrei-as numa caixa e ao olhar para elas pensei, "Continuam a encantar!". consulta AQUI e verás algumas das oportunidades que aguardam por ti na Biblioteca Municipal de Ovar.

nos dia 14, 14, 20 e 21 de dezembro não percas a oportunidade de conhecer também o meu estúdio, onde desenvolvo todo o meu trabalho criativo e quem sabe levar contigo algum dos meus personagens de pano para casa. do evento anual de recriação do Calendário do Advento, no meu projecto Janela Adentro [uma história à janela], estou a organizar uma OPEN HOUSE // Showroom "A minha casa virou um Bazar de Natal", onde apresento além do meu trabalho e peças de autores que participam nesta iniciativa à janela. [outros dias por marcação] Não percas estas oportunidades!

ninho caído, ninho na mão


 por estes dias andava eu a montar a Instalação Colectiva do meu projecto JanelaAdEntrO [uma história à janela] quando a campainha tocou de novo. "olha o que estava caído e encontrei a caminho daqui! queres?" e eu sorri. há coisas que acontecem assim às vezes... eu estava precisamente com a peça da Maria Madeira na mão, intitulada "O Ninho" e que habita o dia 3 deste Calendário do Advento e a peça do Idálio Dias na mesa para fotografar, intitulada "Singularidade" e que representa também um ninho que habita o dia 2 deste Calendário do Advento. este é igualmente maravilhoso!

01 dezembro 2014

a primeira História do Calendário do Advento I BRAGA


 para quem queria muito saber por onde andou a Inês no outro dia, hoje chegou o dia de descobrir. essa história habita a primeira janela do Calendário do Advento 2014, no Espaço JanelaAdEntrO [uma história à janela], na cidade de BRAGA. Quem imaginava que esta visita à Olaria da Fernanda ia virar uma História à Janela? E se quiseres descobrir esta História e ver muitos mais apontamentos deste momento à volta da Roda de Oleiro espreita AQUI

25 novembro 2014

em modo AzEitOnA


 com o mês de dEzEmbrO à porta, não há pinheirinhos sem AzEitOnAs por perto. por estes dias além de andar com a cabeça na 4ª Edição do Calendário do Advento, as mãos percorrem com a agulha alguns quilómetros de tecido. no atelier, em casa, continuo em modo AzEitOnA. sempre com o Matias por perto muito atento a olhar os fios que passam daqui para ali, dali para aqui... e de vez em quando uma AzEitOnA desaparecesse.

21 novembro 2014

com o natal à porta!


 com o natal à porta algumas das minhas personagens de pano fizeram as malas e seguiram viagem. OVAR AVEIRO e LEIRIA, são alguns dos lugares que vão receber, no mês de dezembro, algumas das minhas criações. 

 no Atelier em BRAGA estou a preparar um Showroom com oportunidades fantásticas para ti. desde 2005 que me dedico à criação de personagens de olhar atento e sonhador. algumas dessas peças, ainda guardadas em caixas, saltaram cá para fora e vão ser excelentes oportunidades de natal. no entanto estão limitadas ao stoque por isso não te demores muito! 

05 novembro 2014

desta "árvore" semeei as primeiras histórias à janela...



 hoje, a campainha do meu espaço Janela Adentro [uma história à janela] tocou. tinha passado alguns minutos a fotografar a minha Mostera mais vulgarmente conhecida como Costela de Adão. descobri este outro belo exemplar numa revista e parecia que estava a olhar para a minha “árvore de casa”. de outros objectos que cuido, esta planta continua a ser aquele “objecto” especial. é aquele que mais se terá enraizado em mim. aquele que é como se fosse parte de mim. oferecida pela tia, é desde esse dia, aquele “objecto” que precisa de um cuidar diferenciado da maioria dos outros objectos que cuido de outros jeitos. e esta “árvore” continua a ser inegavelmente a protagonista neste salão, apesar da beleza do próprio lugar que a acolhe. se alguns se lembram, “A Árvore do Advento” deu nome à 1ª Edição do Calendário do Advento. foram as primeiras 24 histórias que espreitaram através desta janela. foram as primeiras sementes lançadas nesta janela e eis que ganharam raízes e este ano celebramos o 4º Calendário do Advento. 

 minutos depois de pousar a revista, a campainha tocou. era alguém que me devolvia umas sementes. assim que cheguei a casa e comecei a passar as imagens que havia feito de alguns dos apontamentos registados com a máquina fotográfica reparei na ligação destas imagens. a planta. a terra. as sementes. curioso como o tema “terra” tem sido recorrente nas memórias e nos assuntos tratados nos últimos tempos. alguns podem achar que estou louca. achar que na minha mão tinha sementes. como disse ainda por estes dias, nem todos são capazes de entender estas coisas. a leitura do mundo à nossa volta pode ser feito de variadas formas, eu continuo a preferir esta forma de o ver, de o sentir e de o partilhar. 

[da imagem da revista, já que já tenho a planta, gostaria de ter uma lareira ou uma salamandra para me aquecer nos dias de frio que já se fazem sentir também por aqui ]

na casa vazia da avó...


 quando regressamos aos lugares onde as pessoas existiram um dia percebemos que elas permanecem vivas nas memórias dos lugares e dos objectos. por isso procuro resgatar alguns objectos e continuo a cuidar deles. fazem parte de mim de formas que nem todos são capazes de entender.

 antes de vir embora da casa vazia da avó e antes de fechar a persiana despertei de novo o olhar com este tapete. já vi projectos de tapetes e paredes que ao serem esborrifadas de água criam pequenos jardins. a natureza cria todas as possibilidades, nós recriamos apenas aquilo que às vezes somos capazes de ver através dela. aqui fica este belíssimo apontamento para lembrar do dia em que muitos recordaram aqueles que já partiram.

 deixei o tapete no mesmo lugar onde o fui encontrar desta forma, em simbiose perfeita com o elemento natural, e espero re-descobrir nele a magia na próxima visita à casa da avó e que afinal continua viva.